E o poço nunca chega ao fim

Já imaginou uma pessoa que só se sinta feliz com o seu sofrimento? Talvez não feliz, mas satisfeita?

Já imaginou que suas lagrimas podem ser as únicas coisas que importam para uma pessoa entender algo, sentir algo, perceber algo?

Alguém com a necessidade de saber que você sofre, que perdeu o chão e nada mais importa? Que você está caindo no fundo do poço, indo para uma escuridão intensa e cansativa, querendo desistir de tudo e alguém vem ver como você está e se sente bem com isso? Sente-se bem por você estar sofrendo?

Não tenta ajudar, não está interessada nisso. Quer ver sangue. Dor. Depois sair sorrindo, talvez vá dançar em algum lugar mais quente que aqui.